“Best-seller” tem origem inglesa. É um livro que é sucesso em livraria, vende muito e tem destaque na mídia. Pois é exatamente na Grã-Bretanha, segundo nos informa a tradicional BBC, que acaba de ser desenvolvida uma pesquisa inusitada: quais os “best-sellers” que não são lidos?”. São livros comprados, mas não lidos pelos compradores.
A pesquisa foi respondida por 4 mil pessoas. 55% dos entrevistados confessaram que compram livros simplesmente como enfeites. Outros 35% declararam que compram os livros, mas não conseguem lê-los por falta de tempo.Alguns resultados da enquete. Entre os livros mais vendidos e não lidos, chamam atenção, no meio dos 10 “best-sellers” menos lidos, os clássicos “Ulisses” (James Joyce), “Guerra e Paz” (Tolstoi) e “Crime e Castigo” (Dostoievski). Aparecem também livro de Harry Potter e “O Alquimista” do brasileiro Paulo Coelho.Pelos números e resultados anunciados, parece que, algumas vezes, “best-seller” serve mais para decoração do que para leitura. E isso - diga-se de passagem - não foi apurado no Brasil, mas sim na Grã-Bretanha.
Por sinal que, eu mesmo, tenho em minha mesa alguns livro que comprei e alguns que ganhei mas ainda não tive destreza suficiente para lê-los... e diga-se de passagem.. não são poucos.. uns 20 (mais ou menos!) dentre técnicos(administração), filosóficos, esotéricos, contos, além de ficção e história.Mas é claro que (não quanto eu queria) mas tenho lido bastante... coisas que eu pouco fazia como ler todo um jornal ou uma revista por inteiro... voltarei a fazer assinaturas de algumas revistas que contribuem para meu desenvolvimento... e prometo que voltarei a ler meus livros... continuar os que parei a leitura e iniciar novas... além, é claro, adquirir mais alguns!