Governo faz "trapaça" com Petrobras e esconde pior balança comercial desde 1998 - InfoMoney

O Brasil registrou em 2013 superávit comercial de US$ 2,561 bilhões, uma fortíssima queda frente ante o saldo positivo de US$ 19,4 bilhões em 2012, comunicou o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio) nesta quinta-feira (2). Esse número seria ainda pior sem a "exportação" das plataformas de petróleo, que somaram US$ 7,7 bilhões no ano. 

Com isso, a balança comercial brasileira registrou em 2013 o pior desempenho anual desde 2000, quando foi deficitária em US$ 731 milhões. Sem o "truque" do governo, conhecido como Repetro, o déficit seria de US$ 5,17 bilhões - o pior resultado desde 1998, quando a balança foi de US$ 6,47 bilhões, com o País sofrendo uma enorme fuga de capitais por conta da crise asiática de 1997 e da Rússia em 1998. 

O Repetro é a exportação de plataformas que nunca vão sair do Brasil e que serão utilizadas para o desenvolvimento da indústria off-shore nacional. Em grande parte, a Petrobras (PETR3; PETR4) exporta essas plataformas para sua subsidiária holandesa para se beneficiar do regime tributário de lá.

Além da maquiagem dos dados oficiais, o Repetro não apresenta nenhuma ilegalidade e nem tem grandes efeitos sobre a indústria de petróleo e gás nacional - é apenas uma forma de pagar menos impostos. Ele foi criado em 1999 para atrair investimentos estrangeiros e fomentar o desenvolvimento do setor de petróleo. 

Para alguns nomes do setor industrial, os elevados números mostram o ressurgimento da indústria naval brasileira. No ano, a Petrobras concluiu diversas plataformas, para desenvolver o pré-sal e aumentar sua produção de petróleo - cuja baixa produção de derivados tem sido um dos principais fatores a criar déficit na balança comercial nacional. 

Fonte: InfoMoney

Hey there, I'm Loreo!

Share This Post