O iPhone está perdendo sua quota de mercado nos principais mercados de smartphones do mundo, segundo mostra o mais recente relatório divulgado pela empresa de pesquisa de mercado Kantar. De acordo com os números divulgados, o iOS cedendo espaço para o Android nos Estados Unidos, Europa e China. Apesar das perdas não serem tão significativas, elas mostram que a Apple realmente está com dificuldades para manter a expansão de seu principal produto, o novo iPhone 6s.

O relatório da Kantar baseia-se em dados obtidos nos três últimos meses encerrados em fevereiro deste ano. Ele revela que o mercado chinês representou uma das maiores perdas de quota do sistema móvel da Maçã, com uma queda de participação de 3,2 pontos percentuais. Ainda na China, o Android subiu 3,4 pontos, para 76,4% de participação. O novo lançamento da empresa, o iPhone SE, pode ajudar a melhorar os números na China, tendo em vista que os dispositivos premium representam apenas uma pequena parte do mercado local de smartphones.

Nos cinco maiores mercados da Europa, que incluem Alemanha, Reino Unido, Espanha, Itália e França, a participação do iPhone caiu 1,8%. Neles, o Windows Phone perdeu uma quantia considerável de 4,2%, enquanto o Android conquistou impressionantes 6,7 pontos percentuais.


Nos Estados Unidos, o iPhone perdeu 0,5% comparado aos meses de 2015. Os dados mostram que as vendas de iPhones representaram 38,3% de todas as vendas de smartphones nos Estados Unidos durante o período analisado. O Windows Phone, da Microsoft, perdeu 2,2%, enquanto o Android ganhou 3,3% e é responsável por 58,9% das vendas de smartphones no país.

Como conclusão, o relatório da Kantar mostra que o Android está aumentando sua participação nos principais mercados consumidores de smartphone do mundo. Enquanto isso, tanto a Apple como a Microsoft têm encontrado dificuldades para expandirem as vendas de seus aparelhos e ampliar o alcance de seus sistemas operacionais. No gráfico interativo abaixo é possível verificar a participação dos principais sistemas operacionais em diversos países.